Temática, alcance, abordagem, focus, aims and scope. O coração de uma revista

Autor:  – tradução: Julieti Oliveira

Escrever um artigo para publicar implica um certo ritual. O autor deve fazer uma seleção de todo o seu trabalho de investigação e submete-lo a estrutura de um artigo cientifico. Esse primeiro passo requer uma síntese clara e com uma ideia definida do que se almeja divulgar e adequá-lo ao formato exigido pela revista para a qual se enviará o artigo.

pesquisa

Muitos autores escrevem textos sem conhecer a estrutura e as normas das publicações científicas, o que leva consequentemente à rejeição do seu artigo. É recomendável ler habitualmente revistas da área científica de estudo em que se está desenvolvendo a pesquisa. Com isso se obtém referências e padrões de escrita e também se conhece a dinâmica da publicação científica.

Um segundo passo do processo é selecionar a revista na qual se pensa publicar. A seleção deve ser feita em função de vários parâmetros. O principal será a temática – alcance, focus, aims and scope-. Qualquer revista de nível científico indica nas suas diretrizes para autores qual é a temática que seguem os artigos que nela se divulgam. Desse modo, é possível comprovar se o trabalho se adapta ao foco e aos temas propostos para ser publicado. O envio de textos que não estão de acordo com o tema da revista é uma das causas habituais de rejeição.  Um dos principais erros cometidos por autores é não ter em conta este aspecto, algo que é muito negativo, pois demostram desconhecimento da revista em questão ou o que é mais preocupante: dificuldade na definição do objeto de estudo do próprio trabalho.

Dependendo do tema da pesquisa, o interesse do pesquisador pela publicação do focotrabalho, sua importância, um artigo pode estar em processo de aceitação em várias revistas. É trabalho do autor selecionar adequadamente qual delas é mais compatível com o seu enfoque e adequá-lo a suas diretrizes.  Outro erro comum dos autores é enviar o artigo preparado para uma revista específica, e em caso de ser rejeitado, enviá-lo a outra sem antes adaptar-se às suas normativas. É recomendável ter uma lista de possíveis revistas nas quai publicar de acordo com seu alcance focus, aims and scope.  Algumas revistas facilitam links ou rankings, onde classificam-se revistas do mesmo âmbito, algo que pode orientar o envio traz uma rejeição.

A temática de cada revista geralmente se encontra na sua apresentação ou na sua página inicial.

Revista Comunicar pesquisa

Também pode-se encontrar uma seção específica como Temática, Enfoque, Aims and scope, onde se delimita subtemas ou linhas mais específicas, junto aos formatos de textos aceitos (entrevistas, resenhas, informes…).

Outra maneira de especificar o tema de forma mais concreta é o call ou proposta para um monográfico. Normalmente os monográficos delimitam muito especificamente o conteúdo que vai integrar a publicação. Assim, se subdivide em várias áreas dentro da temática. Por exemplo, em um call para o número 52 de Comunicar: «Cerebro Social e inteligencia conectiva. Procesos de comunicación y toma de decisiones» se expõe que as propostas de  pesquisa presentadas estejam no marco das aplicações das Neurociências as Ciências Sociais  ( Economia, Psicologia, Educação, Política e Direito). É enfatizada especialmente a solicitação de trabalhos de pesquisas em Comunicação e Educação, especialmente na interseção de ambos e se criam linhas específicas como:

  • Os canais de acesso à informação e ao conhecimento
  • Os formatos decorrentes na educação e formação
  • Os processos de criação e opinião publica
  • A configuração de comportamentos na sociedade atual
  • A mudança de percepções e a evolução de atitudes e costumes
  • A tomada de decisões de compras
  • Os meios de massas e as decisões de voto
  • Os segmentos de entretenimento, de lazer na sociedade hiperconectada
  • Usos e efeitos das Tecnologias da Informação e Comunicação no processo de tomada de decisões
  • As redes sociais e os processos de configuração da opinião
  • Novas estratégias e tendências na área da Neurocomunicação e o Neuromarketing Neuropolitica e as novas estratégias de comunicação no âmbito eleitoral.
Anúncios

Sobre Lilian Ribeiro

Lilian Vieira da Rocha Ribeiro (Universidade de Huelva/Espanha) Doutoranda em Comunicação; Mestra em Linguística Aplicada (Univ. de Brasília-Brasil); Licenciada em Letras; Coordenadora do blog da Coedição em português da Revista Comunicar e da equipe de tradução espanhol-português da Escola de Autores.
Esse post foi publicado em Sin categoría. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Temática, alcance, abordagem, focus, aims and scope. O coração de uma revista

  1. Pingback: Pares amigos | Comunicar. Escola de Autores

  2. Pingback: Presença Internacional | Comunicar. Escola de Autores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s