WOS e SCOPUS: Os grandes aliados de todo pesquisador

Autor:   – tradução: Julieti Oliveira

A multiplicação de canais, índices, métricas, publicações e impactos, necessita, assim como em outros campos onde também se multiplica a informação, uma alfabetização apropriada que oriente o pesquisador nas suas diferentes funções: autor, pesquisador e professor. É um campo no qual o pesquisador deve ter conhecimento para definir sua estratégia e conduzir ao caminho certo sua produção cientifica, conhecendo e dando a conhecer o resultado da sua pesquisa.

web of science

CONHECER

É fundamental para todo investigador conhecer as principais bases de dados onde consultar e ter acesso à melhor produção cientifica e também onde divulgá-la.  As bases de dados mais importantes não somente para a pesquisa, mas também para sua divulgação são:  Web of Science e Scopus.

Web of Science (WOS) é a maior plataforma de informação cientifica subministrada por Thopson Reurters (que foi comprada por Onex Corporation y Baring Private Equity Asia  no último mês de outubro) para a consulta de bases de dados do  Institute for Scientific Information (ISI), sua finalidade não é oferecer o texto ou os resumos (ainda que permita a consulta), mas sim proporcionar ferramentas de análise que possibilitem avaliar a qualidade cientifica das publicações. Inclui três bases de dados por áreas: Science Citation Index Expanded (SCIE), Social Science Citation Index (SCCI) y Arts&Humanities Citation Index (AHCI) e em 2015 se uniu Emerging Sources Citation Index (ESCI).

Scopus é a base de dados mais ampla em respeito às referências bibliográficas com resumos e citações de literatura científica revisada (peer-review): 21.900 títulos de revistas (1.800 de livre acesso) de mais de 5.000 editores internacionais e 55 milhões de registros (incluindo patentes, webs y dados de produção cientifica de revistas de todas as disciplinas).

 

UTILIZAR

O uso das bases de dados, é fundamental para procurar, encontrar e consultar as publicações científicas mais significantes em diferentes áreas do conhecimento. Publicar em revistas indexadas em Scopus ou na Web of Science, o que significa a visibilidade do autor nessas bases de dados é a garantia da divulgação adequada e necessária da nossa publicação científica para que chegue a todo o público potencial: pesquisadores, bibliotecas, universidades, alunos e professores que buscam estar em dia nos temas de seu interesse. Portanto, são ferramentas aliadas do pesquisador para a compilação de bibliografia atual e da área, para sua visibilidade como autor, assim como ponto de referência para a busca de revistas onde publicar seus trabalhos.

O uso dessas bases de dados beneficia a todos os implicados: publicações, instituições e autores. Isso se reflete nos indicadores e métricas que oferecem:

WEB OF SCIENCE , JCR, Journal Citation Reports, é o indicador de qualidade mais conhecido e também o mais valorizado pelos organismos que avaliam a atividade investigadora. InCites é uma ferramenta de avaliação baseada em citações que permitem comparar a atividade produtiva científica, sendo muito útil para que os administradores acadêmicos governamentais analisem sua produtividade institucional. SNIP (Source Normalized Impact per Paper) mede o impacto de uma citação, de acordo com as características da área de conhecimento em que estão integradas. Índice h, é uma média entre o número de citações e o número de publicações de um autor, muito usado atualmente nos sistemas de avaliação da pesquisa.  Scopus ID define um número de identificação para cada autor em Scopus, facilitando que cada autor possa se identificar sem problemas de confusões ocasionadas por nomes e sobrenomes muitas vezes similares entre vários autores.

ACESSAR

Para acessar a ambas bases de dados é necessário ter uma licença nacional gerenciada por FECYT (Fundación Española para la Ciencia y la Tecnología) no seu Portal de Recursos Científicos. Qualquer instituição que tenha acesso a essas bases de dados, obtem com FECYT melhores condições e uma formação especifica.

Em caso de não dispormos de um acesso institucional, no caso de Scopus é bastante útil o acesso livre e gratuito a SJR ferramenta desenvolvida por SCIMAGO Lab, grupo de pesquisa do Consejo Superior de Investigaciones Cientificas (CSIC) e pelas universidades de Granada, Extremadura, Carlos III (Madri) e Alcalá de Henares. O SJR oferece três tipos de buscas: por publicação, por país e por imprensas, o  que permite observar de modo inovador a distribuição das publicações de impacto segundo diferentes variáveis:  áreas de conhecimento, geografia, etc.

Conhecer, utilizar e acessar WOS e Scopus reforça a qualidade das referências em facilitar o acesso a informação científica e na Seleção de revistas para publicar, temas tratados  neste blog e que completam perfeitamente o conteúdo desse post.

 

 

Anúncios

Sobre Lilian Ribeiro

Lilian Vieira da Rocha Ribeiro (Universidade de Huelva/Espanha) Doutora em Comunicação (Educomunicação & Media literacy); Mestra em Linguística Aplicada (Univ. de Brasília-Brasil); Licenciada em Letras (Faculdade Castelo Branco); Coordenadora da equipe de tradução espanhol-português da Escola de Autores da Revista Comunicar.
Esse post foi publicado em Sin categoría. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para WOS e SCOPUS: Os grandes aliados de todo pesquisador

  1. Pingback: Presença Internacional | Comunicar. Escola de Autores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s