OJS

Autor:   – Tradução: Lilian Rocha-Ribeiro

A crescente necessidade de difundir o conhecimento científico motivou o desenvolvimento de plataformas de gestão editorial, dentre elas OJS, DpubSOpenConfDigital CommonsScholasticaScholarOne dentre outros,  automatizando uma quantidade significativa de processos como envio de artigos, estabelecimento do alcance e periodicidade, coordenação de comunicações, apresentação de chamadas, implementação de datas de entrega e por último rastreamento de artigos por meio da revisão por pares. Tudo isso, acompanhado de uma economia representativa de recursos e tempo para os editores, autores e leitores.

OJS

OJS é o software de código aberto por excelência para a administração de revistas científicas. Atualmente umas 8.286 revistas o utilizam, com uns 3.200.000 elementos publicados, entre capítulos de livro, resenhas e artigos científicos. As vantagens que possui frente aos demais gestores são:

-Estandarização do processo de gestão editorial: Independentemente da revista, mantendo-se no mesmo procedimento de “passo a passo” tanto para o envio dos manuscritos como para a sua revisão e edição.

-Localização intuitiva de seus contenidos: Si bem OJS permite a personalização da estética web mediante a modificação dos arquivos CSV, é muito comum a informação exposta na interface e se visualiza claramente mas mesmas seções.

-Descarga e uso gratuito: OJS é um software com licença de código aberto, isto significa que los criadores (Public Knowledge Project) admitem a modificação do código fonte, um exemplo disto é a revista científica Comunicar na qual se modificou o código fonte combinando os apartados de OJS com a intranet que provê a Fundação Espanhola para a Ciência e a Tecnologia.  Complementariamente, o fato de ser uma plataforma gratuita permite reduzir consideravelmente os custos operacionais das revistas científicas, evitando assim cobrar a leitores e autores por sua interação.

 

-Reconhecimento no âmbito acadêmico: Particularmente, OJS criou uma comunidade colaborativa baseada em foros, nos quais os editores, paginadores, revisores, corretores, autores e leitores podem emitir sugestões, solucionar problemas técnicos e até denunciar revistas fraudulentas que utilizam a plataforma.

-Potencialização de indexações: OJS aplica o protocolo de metadatos OAI-PMH. Ou seja, simplifica o processo de incorporação dos documentos publicados em repositórios internacionais. Especificamente, Dialnet, o portal bibliográfico de maior difusão de literatura científica hispânica em ciências sociais, jurídica e humanas, coleta e difunde os dados expostos em OJS por meio deste protocolo.

A nova versão 3.0, atualizada em 15 de março de 2017, encontra-se em fase de testes.

logo-ojs

A partir da experiência do autor, enviar um manuscrito em OJS é extremamente simples.  É necessário apenas seguir os seguintes 6 passos:

  1. Preencher os dados de registro do autor que irá enviar o manuscrito.
  2. Selecionar seção da revista, idioma do envio e introduzir comentários para o editor, em caso de querer ressaltar algum aspecto específico.
  3. Carregar o manuscrito.
  4. Introduzir os metadatos dos autores (nome, sobrenome, e-mail, instituição, país, resumo biográfico) e do manuscrito (título, resumo, palavras chave, organismos colaboradores e referências)
  5. Carregar arquivos complementares como ferramentas de investigação, conjuntos de dados que cumpram com os termos estabelecidos pela revisão ética da investigação, fontes que de outro modo não estariam disponíveis para os leitores, e figuras e tabelas.
  6. Confirmar o envio.

Finalmente, OJS além de proceder com muitas vantagens frente aos demais gestores editoriais, também desponta para os autores como plataforma sólida, avançada e fácil de utilizar.

Anúncios

Sobre Lilian Ribeiro

Lilian Vieira da Rocha Ribeiro (Universidade de Huelva/Espanha) Doutoranda em Comunicação; Mestra em Linguística Aplicada (Univ. de Brasília-Brasil); Licenciada em Letras; Coordenadora do blog da Coedição em português da Revista Comunicar e da equipe de tradução espanhol-português da Escola de Autores.
Esse post foi publicado em Sin categoría. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para OJS

  1. Pingback: Todas as leituras possíveis. Formatos e aparência | Comunicar. Escola de Autores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s