Gestores de referências

Autora: Águeda Delgado-Ponce– Tradução Lilian Rocha-Ribeiro

Um dos aspectos que provoca mais dores de cabeça aos investigadores na hora de elaborar seus relatórios, artigos, etc. é a gestão das referências bibliográficas, principalmente em autores novatos. Entretanto, esta é um tarefa crucial que deve acompanhar a leitura e que se for bem feita desde o início evitará muitos problemas posteriores.

Gestores

Os gestores de referências que surgem com o domínio das tecnologias facilitam esta tarefa trazendo grandes vantagens ao entediante trabalho de guardar as referências, organizá-las e adequá-las à norma correspondente, que, além disso, pode variar de uma publicação para a outra, com o consequente esforço de precisar adaptá-las uma vez que o artigo esteja elaborado. Por isso sempre se recomenda selecionar previamente a revista para a qual se destina o texto, para evitar surpresas inesperadas; ainda que contemos com a ajuda de um gestor bibliográfico.

Atualmente existe uma grande variedade de programas para estes fins: EndNoteBixTexBibusRefWorksZotero, entre outros; com características similares.

Na maioria deles é possível agregar as referências manualmente, exportá-las ou importá-las. De fato, muitos navegadores incluem em seus resultados de busca a opção de exportar as referências, como se pode ver na imagem selecionada do Google Acadêmico. Deste modo, podemos ir criando nossa própria base de dados armazenando as referências que nos interessem. Além disso, temos a opção de organizar a informação em pastas, converter a bibliografia a diversos formatos ( na maioria dos programas aparecem os principais: APA, MLA, Vancouver ou Harvard), além de outros.

compartilhar as referências; uma opção que se torna essencial na escrita e investigação compartilhada que fomentam as tecnologias da comunicação. Por último, caberia indicar a possibilidade de conectá-los com o editor de textos para poder incluir as referências conforme o artigo vai sendo elaborado e  incorporar à lista final.

gestores2

Para finalizar, entre os programas mais utilizados no âmbito acadêmico, e sobre os quais aprofundaremos em posteriores publicações, estão os já citados: RefWorks para membros da Comunidade Universitária; EndNote, desenvolvido por Clarivate Analytics e que requer a compra, embora inclua uma opção gratuita de teste; e Zotero, o único dos três livre, aberto e gratuito.

 

Anúncios

Sobre Lilian Ribeiro

Lilian Vieira da Rocha Ribeiro (Universidade de Huelva/Espanha) Doutora em Comunicação (Educomunicação & Media literacy); Mestra em Linguística Aplicada (Univ. de Brasília-Brasil); Licenciada em Letras (Faculdade Castelo Branco); Coordenadora da equipe de tradução espanhol-português da Escola de Autores da Revista Comunicar.
Esse post foi publicado em Sin categoría. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s