Busca por tópicos e outros descritores em Scopus/WoS

Autor:   – Tradução: Julieti-Sissi Oliveira

Scopus® e Web of Science® são intranets privadas destinadas a buscas científicas que possibilitam manter investigações através de fontes bibliográficas de qualidade e com um grande nível de referências, ao mesmo  tempo que permitem reconhecer, limitar e direcionar a busca à revistas científicas que incorporam estudos semelhantes. As instituições de educação superior, principalmente universidades, contratam subscrições coletivas destes serviços facilitando a revisão de documentos de qualidade, transcendendo a habitual busca em Google Scholar já que dispõe de múltiplos campos de definição como tema, tópico, título, autores, nome da publicação, DOI, idioma, tipo do documento, ISSN, palavras-chave, resumo, entre outros.

O sistema de busca de Scopus® divide-se em 27 áreas temáticas principais e 313 categorias específicas, entre elas destacam-se as áreas de medicina com 48 categorias e ciências sociais com 23 categorias específicas. Dentro da busca avançada pode-se optar por 3 alternativas, usando o código de campo “SUBJAREA”, onde estão representadas as 27 áreas temáticas principais.

QuadroBooleanos

Na primeira alternativa se utiliza simplesmente a abreviação do tema, enquanto que na segunda as áreas temáticas principais combinam-se com os operadores booleanos or (ou), and (e), and not (e não), pre/ (presidido por), w/ (dentro). Por exemplo: SUBJAREA (ECON) AND SUBJAREA(ENER), a busca é ordenada por publicações orientadas a economia e a energia. Aplica-se a terceira alternativa quando a amostra é bastante extensa, delimitando com outros descritores como número de afiliação (AF-ID), cidade, país de afiliação (AFFILCITY o AFFILCOUNTRY), tipo de documento (DOCTYPE), website, título (REFTITLE), autores (AUTH), DOI, idioma (LANGUAGE), ISSN, palavras-chave (KEY), resumo (ABS), etc.

Por outra parte, Web of Science® tem 5 áreas temáticas principais: ciências da vida e biomedicina, ciências físicas, tecnologia, artes e humanidades e ciências sociais. Dessas 5 áreas desenvolvem-se outras 151 categorias, onde predominam ciências da vida e biomedicina com 75 categorias.

Para fazer uma busca específica dentro da sua base de dados também pode-se usar a seção “busca avançada” que ao contrário de Scopus®, permite selecionar tanto a temática usando a etiqueta SU=, como as categorias de cada uma usando WC=.  Do mesmo modo, também pode-se usar operadores booleanos que neste caso seriam: and (e), or (ou), not (não), same (igual) e next (próximo). É importante destacar que em Web of Science® a etiqueta de tema (TS=) não envolve valores predeterminados, como por exemplo, a temática e as categorias, ou seja, o pesquisador tem a liberdade de adicionar as particularidades do seu estudo, por exemplo: TS= Media literacy AND SU=Social Sciences AND WC=Education & Educational Research.

Finalmente é importante para todo o pesquisador ter claro a área e as categorias do seu estudo, mas também ter em conta outros descritores que especifiquem seu estudo com o objetivo de conhecer as novas tendências e gerar novas possibilidades para o conhecimento científico.

Booleanos: AND, OR, NOT, SAME, NEAR

SA=Direção postal

Etiquetas de campo:                                                     CI=Cidade

TS= Tema                                                                           PS=Estado

TI= Titulo                                                                            CU=País

AU=Autor (índice)                                                          ZP=Código Postal

AI= Identificar de autor                                                FO=Entidade financiadora

GP=Autoria conjunta (Indice)                                    FG=Número concessão

ED=Editor                                                                       FT=Texto de Financiamento

SO=Nome da publicação (índice)                             SU=Área de pesquisa

DO=DOI                                                                          WC=Categoria de Web of Science

PY= Ano de publicação                                                IS=ISSN/ISBN

AD=Direção                                                                    UT=Número de acesso

OG=Organizações –Nome preferido (índice)       PMID=ID de PubMed

OO=Organização

SG=Suborganização

Anúncios

Sobre Lilian Ribeiro

Lilian Vieira da Rocha Ribeiro (Universidade de Huelva/Espanha) Doutora em Comunicação (Educomunicação & Media literacy); Mestra em Linguística Aplicada (Univ. de Brasília-Brasil); Licenciada em Letras (Faculdade Castelo Branco); Coordenadora da equipe de tradução espanhol-português da Escola de Autores da Revista Comunicar.
Esse post foi publicado em Sin categoría. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s