Thesaurus: Palavras-chave

Autor:  – Tradução: Julieti Sussi Oliveira

A incorporação de palavras-chave implica uma alternativa prática para descrever e registrar um documento; para isso, utiliza-se o tesauro, que com diferença em relação a um dicionário, trata-se de uma lista de palavras agrupadas de acordo com as semelhanças de significado e não por ordem alfabética. Em resumo, os tesauros são utilizados como um meio de restrição das palavras-chave direcionadas a um vocabulário controlado que permite organizar de modo adequado o conhecimento sobre um tema em questão.

thesaurus3

Calcula-se que mais de 16.000 revistas científicas fazem uso de um tesauro para padronizar os termos. Dentro deste âmbito, os tesauros são conhecidos pela sua funcionalidade na recuperação da informação, assim como, na procura de termos específicos, facilitando a seleção dos resultados e a comparação detalhada das categorias. Portanto, a ideia de integrar um tesauro em uma revista científica, não somente beneficia aos editores, senão também aos próprios autores, conseguindo situar publicações sob o mesmo tema que possam servir de apoio bibliográfico, ideias para futuras investigações e sugestões sobre as limitações do estudo.

Os tesauros podem ser organizados de acordo com as áreas do conhecimento. Em medicina destaca-se Mesh (Medical Subject Headings), em engenharia o tesauro de la IEEE, em educação ERIC thesaurus, entretanto, atualmente cada vez mais são usados os tesauros plurilíngues como é o caso de  AGRICOLA orientado as ciências biológicas e que está disponível em espanhol e em inglês OECD Macrothesaurus sobre desenvolvimento econômico e social em espanhol, francês e inglês, por último e não menos importante encontram-se dois tesauros multidisciplinares: Eurovoc que edita-se em 27 idiomas da União Europeia e o tesauro da UNESCO apresentado em inglês, espanhol, francês e russo. Este último, expõe uma lista que inclui termos de educação, ciência, cultura, ciências sociais e humanas, informação e comunicação, política, leis e economia. Por certo, a revista Comunicar aplica o tesauro da Unesco para o uso de descritores tanto em espanhol como em inglês científico padrão.

Recomenda-se revisar a publicação palavras-chave de Comunicar Escola de Autores para conhecer mais sobre esse tema.

Anúncios

Sobre Lilian Ribeiro

Lilian Vieira da Rocha Ribeiro (Universidade de Huelva/Espanha) Doutora em Comunicação (Educomunicação & Media literacy); Mestra em Linguística Aplicada (Univ. de Brasília-Brasil); Licenciada em Letras (Faculdade Castelo Branco); Coordenadora da equipe de tradução espanhol-português da Escola de Autores da Revista Comunicar.
Esse post foi publicado em Sin categoría. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s